Manual de Identidade Visual: o que deve constar e como saber se está adequado

Além de representar visualmente uma instituição, a marca – logotipo – emite diversas mensagens e referências simbólicas, sendo uma necessidade básica na Comunicação de qualquer organização. A marca tem como principal finalidade transmitir a essência da instituição, por isso é importante investir em projeto de identidade visual profissional e pensado de forma estratégica.

A forma de utilização da logomarca deve ser observada rigorosamente, pois a aplicação desordenada, usada de qualquer forma, com cores e tamanhos diferentes pode comprometer a imagem. É por meio do Manual de identidade visual (MIV) que será normatizada a utilização da marca, suas aplicações e orientações gerais. Quais parâmetros devo observar na aprovação do MIV? Quais são os itens que não podem faltar? Como avaliar se o conteúdo do manual está adequado? Essa postagem tem como objetivo ajudar na avaliação do MIV Visual criado pelo designer.  Não há um modelo-padrão de MIV e nem um número pré-definido de páginas, mas alguns itens devem constar no manual:

1- Informações sobre a sua empresa

O manual deve apresentar dados e informações a respeito da sua empresa, tais como missão, visão, história, posicionamento, diferenciais qualitativos e abrangência geográfica. As informações estão apresentadas de forma correta? 

2- Detalhes técnicos sobre marca 

O texto do MIV deve privilegiar a comunicação com os designers e com quem mais precisar trabalhar diretamente na construção e reprodução da identidade visual. O MIV apresenta as informações a respeito da construção da marca? O manual apresenta todas as considerações e indicações técnicas necessárias para a correta construção e reprodução da marca? 

3- Conceituação da marca

Os elementos fundamentais da marca (símbolo e ou logotipo, tipografia padrão e cores institucionais)  devem estar no Manual. O manual apresenta os fundamentos que direcionam o processo criativo e expõe o resultado gráfico obtido a marca/identidade visual? O manual apresenta a explicação deste conceito justificando a fundamentação com aplicação textual e imagens ilustrativas dos elementos síntese da Inspiração da marca?

4- Versões da marca

Existe uma multiplicidade de possíveis aplicações da sua marca, dependendo da demanda de comunicação da instituição.  Por isso é importante que o manual apresente diferentes versões da marca para atender a diversidade de situações que podem surgir. O manual apresenta as versões da marca apresentando alternativas de assinaturas?  O projeto de identidade visual prevê alternativas para áreas diferentes (quadradas, horizontais e/ou verticais)?  

5- Tipografia e cores

As tipografias e cores da Mara são criteriosamente definidas, visto que são elementos essenciais de uma marca. A fonte principal da marca, por exemplo, não deve ser alterada em nenhuma circunstância. As cores têm um caráter primordial na identidade visual sendo verdadeira referência para identificação da instituição. O manual define o correto uso da tipografia padrão? O MIV apresenta a correta aplicação de cores institucionais? 

7- Limitações e o que não deve ser feito

O manual deve apresentar as alternativas para aplicações da marca sujeitas a limitações ou em situações de adversidade, por exemplo, aplicações da marca em fundos coloridos, tamanho mínimo de aplicação,  área de aplicação em fundo com textura e versão monocromática (aplicação em uma cor). Avalie se o MIV apresenta as proibições, exemplifica os usos inadequados da marca demonstrando aplicações indevidas.

8- Exemplos das principais aplicações

Toda instituição utiliza inúmeras peças de comunicação que necessitam de aplicações da identidade visual.  O manual deve ilustrar os comportamentos da identidade visual em diversas situações, tais como papelaria básica (cartão de visita,  envelope e papel carta), impressos administrativos,  frota institucional,  uniformes,  merchandising,  brindes/utensílios,  embalagem,  sinalização e outros. O manual apresenta exemplos de aplicações? Traz os requisitos para viabilizar o processo de produção das peças de comunicação? 

Esses são os principais pontos a serem observados no Manual de Identidade Visual (MIV). De forma geral, as principais informações sobre a marca devem estar nele. Recomenda-se que o MIV seja elaborado em paisagem, pois é uma alternativa boa de diagramação que facilita a leitura em monitores e não impede nenhuma forma de impressão. Depois de aprovado, o MIV deve ser amplamente divulgado para que as aplicações sejam feitas da forma prevista.

O MIV não é uma mera formalidade, mas uma garantia de que distorções poderão ser evitadas. A confecção do manual é parte do projeto de identidade visual e é obrigação do designer profissional. 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s