Comentários sobre o livro Comunicação Empresarial (Roger Cahen)

Hoje vamos fazer alguns comentários sobre o livro “Comunicação Empresarial: a imagem como patrimônio da empresa e ferramenta de marketing1 escrito pelo profissional de Relações Públicas e consultor Roger Cahen. A primeira edição do livro foi lançada no início da década de 90 e obteve grande aceitação na área da Comunicação, apesar de algumas críticas. O autor lançou posteriormente outra edição com revisões e atualizações. 

O livro pode ser considerado um manual clássico de Comunicação Empresarial, foi escrito com uma linguagem fácil, possui várias instruções e dicas práticas, além de bom humor.  O autor apresenta vários exemplos baseados na sua experiência profissional e expõe situações hipotéticas [algumas bem engraçadas] para ilustrar sua explanação.   Essa abordagem facilita muito o  entendimento de diversos aspectos do manual.  Abaixo vou comentar oito pontos interessantes sobre o livro:

  1. Definição de comunicação empresarial. “Comunicação empresarial é uma atividade sistêmica, de caráter estratégico, ligada aos mais altos escalões da empresa e que tem por objetivos: criar-  onde ainda não existir ou for neutra –  manter –  onde já existir-  ou, ainda, mudar para favorável – onde for negativa – a imagem da empresa junto a seus públicos prioritários” (CAHEN, 2012, p.29) . O autor explica cada um uma das partes da sua definição sobre Comunicação Empresarial.  
  2.  Via de duas mãos. O autor questiona o conceito de que a comunicação é uma via de duas mãos.  Segundo Cahen, é um conceito cômodo, falso e extremamente perigoso,  pois pressupõe que toda a mensagem enviada terá necessariamente um retorno. O autor, por meio de uma pequena fábula, tenta mostrar a complexidade do processo comunicacional nas empresas. 
  3.  Pirâmide de cristal. Roger Cahen apresenta a sua perspectiva sobre a dinâmica da Comunicação Empresarial por meio de uma Pirâmide de Cristal. A referida pirâmide é composto por quatro partes: Atividades, Atitudes, Políticas Filosofias.  Cada item é explicado no livro. Segundo Cahen, as atividades são a parte visível da Comunicação da empresa, mas destaca a importância delas estarem relacionadas às atitudes, políticas e filosofias da empresa.  Por meio de exemplos e ilustrações, o autor destaca a importância de integrar na prática esses conceitos. 
  4. Modelo de plano de comunicação.  Uma das partes mais importantes do livro é a apresentação de um modelo de Plano de Comunicação, chamado pelo autor de Plano Integrado de Comunicação Empresarial (PICE).  Segundo o autor, trata-se de uma receita de bolo, uma série de instruções de como planejar na prática. O autor detalha os seguintes “ingredientes” do PICE: Considerações iniciais,  Análise,  Objetivos permanentes de comunicação,  Mensagens preferenciais,  Públicos prioritários,  Atividades  em diferentes níveis e Conclusão. A partir da explicação do autor é possível ter base para elaborar um plano para outras empresas.
  5.  Planejando o implanejável. Roger Cahen ressalta que em todo planejamento podem ocorrer imprevistos, alguns podem ser evitados.  O autor sugere a utilização da “análise de problemas potenciais”,  trata-se de um exercício de “pessimismo criativo” que busca identificar tudo que pode dar errado na execução de uma determinada atividade. O autor cita ainda  o que deve ser feito mediante situações desastrosas e implanejáveis.  
  6.  Mensagens para preferenciais. As mensagens preferenciais são conceitos curtos e sintéticos que representam a Filosofia da organização e estão relacionados aos objetivos permanentes de Comunicação Empresarial.  O autor explica que as mensagens preferenciais estão subliminarmente presentes em todas as ações de comunicação da empresa.  Com os exemplos apresentados pelo autor é possível entender perfeitamente o que são e como elaborar essas mensagens preferenciais. 
  7.  Sugestões de atividades (produtos e serviços). O autor descreve diversas atividades de Comunicação, detalhando aspectos práticos de cada uma. Algumas atividades citadas que compõem o PICE: manuais de procedimento,  listagem prioritárias,  publicações permanentes/mídia eletrônica,   audiovisuais,  auditórios,  conselho de comunicação, relacionamento com a  imprensa,  programa de visitas,  artigos técnicos,  brindes, arquivos,  publicações para públicos externos/interno,  eventos,  apoio para relações governamentais,  programas para comunidade e outros públicos,  apoios cultural e esportivo,  programa de Integração,   campanhas motivacionais, concursos internos,  open house e outras. 
  8. Perfil ideal de um comunicador. Qual o perfil ideal para um comunicador?  Roger Cahen tenta descrever um “perfeito profissional” de comunicação empresarial [assumindo que é algo utópico].  Segundo o autor, esse profissional precisa ter, entre outras coisas, um bom nível de cultura geral e  cultura profissional. O autor detalhas esses aspectos e descreve outros elementos que esse profissional de comunicação deve ter.  Por fim, dá algumas dicas de como se posicionar frente às questões da comunicação.  

1 CAHEN, Roger. Comunicação empresarial: a imagem como patrimônio da empresa e ferramenta de marketing. 15 ed. Rio de Janeiro: Editora BestSeller, 2012.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s