Indicações de Leitura sobre Comunicação e Sustentabilidade

Contemporaneamente, os assuntos relacionados às questões ambientais estão em destaque. Existe uma preocupação por parte dos mais variados segmentos sociais, dos governos, das empresas, da mídia e das organizações não-governamentais pelos assuntos “verdes”. Os interesses distintos convergem para debates políticos, sociais e econômicos, fazendo da Sustentabilidade um tema que não pode ser ignorado.

Nesse contexto complexo e desafiador, a Comunicação está no centro das estratégias de Sustentabilidade, assumindo uma importância fundamental. Partindo de diferentes perspectivas teóricas, indicamos a seguir 15 referências que buscam problematizar a relação entre Comunicação e Sustentabilidade.


[Atualizado em: 14/06/2018]

  • Livros, Teses e Dissertações
  1. AMARAL FILHO, Nemézio;MURAD, Eduardo Guerra; BOFF, Emmanoel. Comunicação organizacional verde: economia, marketing ambiental e diálogo social para a sustentabilidade corporativa. Rio de Janeiro: Editório, 2013.
  2. BUENO, Wilson da Costa (org.) Comunicação empresarial e sustentabilidade. Barueri, SP: Editora Manole, 2015.
  3. GONÇALVES, Gisela; FELIPPI, Ângela (org.) Comunicação, Desenvolvimento e Sustentabilidade. Covilhã: Livros LabCom, UBI, 2014. Coleção Relações Públicas e Comunicação Organizacional (vol. 2)
  4. GUIMARãES, Antonio Fernando. Marketing verde e a propaganda ecológica: uma análise da estrutura da comunicação em anúncios impressos. 2006. Tese (Doutorado em Administração) – Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2006.
  5. GIACOMINI FILHO, Gino. Ecopropaganda. São Paulo : Senac, 2004.
  6. LIRA, Aline Ferreira. O discurso sobre meio ambiente e sustentabilidade em relatórios de sustentabilidade de empresas do Polo Industrial de Manaus. Tese apresentada no Programa de Pós Graduação em Linguística pela Universidade Federal de Santa Catarina, UFSC, 2014.
  7. KUNSCH, Margarida M. Krohling; OLIVEIRA, Ivone de Lourdes (Org). A comunicação na gestão da sustentabilidade das organizações. São Cae­tano do Sul (SP): Difusão Editora, 2009.
  8. MIGUEL, Katarini G. Pensar a cibercultura ambientalista: comunicação, mobilização e as estratégias discursivas do Greenpeace Brasil. Tese apresentada no Programa de Pós Graduação em Comunicação Social. Universidade Metodista de São Paulo, UMESP, 2014.
  9. PRESSLER, Neusa. Comunicação e meio ambiente: agências de cooperação internacional e projetos socioambientais na Amazônia. Belém: Universidade da Amazônia (UNAMA), 2012.
  • Artigos
  1. BALDISSERA, Rudimar; KAUFMANN, Cristine. Comunicação organizacional e sustentabilidade: sobre o modelo instituído no âmbito da organização comunicada. Revista Organicom, [S.l.], v. 10, n. 18, p. 59-70, set. 2013. ISSN 2238-2593. Disponível em: <http://www.revistaorganicom.org.br/sistema/index.php/organicom/article/view/572>.
  2. BUENO, Wilson da Costa. Comunicação e Sustentabilidade: aproximações e rupturas. Revista Razon
    y Palabra. Cidade do México, n. 79, maio/julh. 2012. Disponível em: http://www.razonypalabra.org.mx/N/N79/M79/05_Costa_M79.pdf
  3. GIACOMINI FILHO, Gino; NOVI, Leandro Tadeu. Comunicação organizacional: transformações frente ao paradigma da sustentabilidade. Revista Líbero – São Paulo – v. 14, n. 28, p. 109-118, dez. de 2011. Disponível em: http://repositorio.uscs.edu.br/bitstream/123456789/234/2/Libero%20Artigo%20Gino%20Leandro%202011.pd
  4. M. KROHLING-KUNSCH, Margarida (2015). A comunicação na gestão da sustentabilidade em organizações brasileiras. Revista
    Mediterránea de Comunicación, vol. 6(nº2), 32-65. Disponible en http://mediterranea-comunicacion.org/.
  5. PINTO, Rafaela Caetano; FOSSÁ, Maria Ivete Trevisan. ESFERA PÚBLICA E MOVIMENTOS SOCIAIS: AS POSSIBILIDADES DE ATUAÇÃO DO GREENPEACE NO CIBERESPACO. Revista de Estudos da Comunicação, [S.l.], v. 12, n. 29, nov. 2017. ISSN 1982-8675. <https://periodicos.pucpr.br/index.php/estudosdecomunicacao/article/view/22373>
  6. VERÍSSIMO, Fabiane da Silva et al. A sustentabilidade na perspectiva comunicacional e discursiva. Revista Organicom, [S.l.], v. 10, n. 18, p. 83-95, set. 2013. ISSN 2238-2593. Disponível em: <http://www.revistaorganicom.org.br/sistema/index.php/organicom/article/view/574>
  7. VIEGAS, Daniela; TEODÓSIO, Armindo dos Santos de Sousa. Comunicação e sustentabilidade no esteio da cidadania: um estudo sobre a (des)articulação entre organizações na esfera pública. Revista Organicom, [S.l.], v. 10, n. 18, p. 96-109, set. 2013. ISSN 2238-2593. Disponível em: <http://www.revistaorganicom.org.br/sistema/index.php/organicom/article/view/575>.

Outros

  1. Futerra Sustainability Communications. Communicating sustainability: how to produce public campaigns. UNEP – United Nations Environment Programme, 2005.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s