Relações públicas e modernidade: novos paradigmas na comunicação organizacional (Margarida Kunsch)

O livro “Relações públicas e modernidade: novos paradigmas na comunicação organizacional”  foi lançado em 1997 pela Editora Summus.  A obra é baseada na tese de livre-docência da professora Margarida Kunsch, defendida em 1996 na Escola de Comunicação e Arte da Universidade de São Paulo (USP). Está dividida em 5 capítulos.

A autora faz no primeiro capítulo uma breve retrospectiva histórica sobre as Relações Públicas  no Brasil. O capítulo não aborda com riqueza de detalhes os fatos históricos, mas faz uma análise crítica de fatos ocorridos. Cita os principais eventos da década de 50 ( surgimento do primeiro departamento de RP autenticamente nacional e a primeira associação de RP). Já na década de 60 apresenta críticas sobre o processo de legislação de RP e a influência do Regime Militar. Uma visão panorâmica sobre as Relações Públicas nos anos 70, 80 e 90 também é exposta.   Um breve apêndice cronológico fecha o capítulo, descrevendo os principais fatos da história das relações públicas no Brasil.

O capítulo seguinte, também com uma perspectiva histórica, mostra como a Comunicação Organizacional se desenvolveu no Brasil. Destaca o surgimento da Aberje como embrião da Comunicação Organizacional, o avanço da Comunicação Organizacional na década de 80 e algumas tendências. Ademais, apresenta ainda diversos aspectos sobre o mercado, conceitos e a produção científica em Comunicação Organizacional.

O capítulo 3 apresenta os resultados da pesquisa intitulada “A Contribuição das Relações Públicas para o Desenvolvimento da Comunicação Organizacional no Brasil”. A proposta do estudo, os objetivos e a metodologia são evidenciados de maneira clara. A autora realizou entrevistas e aplicação de questionários com profissionais (Relações Públicas e Comunicação Organizacional), Empresas de Comunicação, Empresas de Rádio e Televisão, Associações/ Sindicatos e Agências. A autora apresenta “a voz da experiência” e a “voz da realidade”. A primeira voz é composta por respostas dos entrevistados sobre diversos temas. A segunda voz é sobre as organizações. É interessante notar as diferentes posições em temas controversos e temática até hoje pertinentes.

Apresentar os principais eixos teóricos de Relações Públicas. Esse é o objetivo central do capítulo 4 do livro “Relações Públicas: em busca de novos paradigmas”. A autora situa a área de Relações Públicas no Campo das Ciências Sociais Aplicadas, recorrendo a classificação de órgãos voltados para pesquisa científica como CNPq, Capes e Fapesp. Depois aborda sobre vários fundamentos teóricos (basilares) de RP: 4 modelos de Relações Públicas ( Imprensa/ Propaganda, Informação Pública, Assimétrico de Duas Mãos, Simétrico de Duas Mãos),a Excelência na Comunicação, o Conceito de Comunicação Integrada e relação entre Relações Públicas e Marketing.

No último capítulo, a autora discute sobre a modernidade, o perfil da sociedade contemporânea e a Comunicação. É interessante perceber que a autora aponta diversos elementos norteadores nesse capítulo, tais como o papel do comunicador, Responsabilidade Social e questões éticas. A pesquisadora enfatiza a necessidade de da atualização profissional e suas características formadoras também são expostas. De forma geral, o capítulo apresenta uma visão propositiva da profissão, apontando os desafios que aguardavam a profissão nos anos 2000.

Apesar de ser uma obra do final dos anos 90, acredito que a leitura  ainda hoje é recomendável por vários motivos:

1- Importante para entender a construção histórica das Relações Públicas no Brasil (Disciplina História das Relações Públicas);

2-  Alguns elementos históricos paradigmáticos da profissão que devem ser conhecidos são abordados;

3- Aborda aspectos conceituais básicos da profissão (Disciplina Fundamentos de RP);

4- Trata de assuntos que até hoje são motivos de debates nos círculos acadêmicos da profissão ( é interessante para fazer um paralelo com as questões atuais, em especial o Capítulo 3).

KUNSCH,Margarida Maria K. Relações públicas e modernidade: novos paradigmas na comunicação organizacional. São Paulo: Editora Summus, 1997.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s