Entrevista coletiva: antes, durante e depois (+ check-list)

A entrevista coletiva é aquela “em que a personalidade atende a imprensa em conjunto, respondendo às perguntas e repórteres de diversos veículos de comunicação” (RABAÇA e BARBOSA, 2001, p.55). A coletiva é um sistema prático para o anúncio de assunto relevante, possibilitando a divulgação de fatos e opiniões de forma dinâmica e com resultados abrangentes.

Não se deve convocar a imprensa para falar sobre um tema de pouca repercussão, porque coletivas exigem que os profissionais se desloquem até a sua organização. Então, é fundamental que o assunto seja muito relevante e de interesse geral. Apresentamos a seguir algumas orientações para realização de uma entrevista coletiva (antes, durante e depois):

Antes

  • Definição da fonte e das estratégias. Quem concederá a entrevista? Qual será o local e horário da entrevista? Qual o objetivo da coletiva? O que se quer transmitir (mensagens-preferenciais)?
  • Preparação e envio da convocatória. Enviar a convocação da entrevista coletiva aos jornais, emissoras rádio e televisão, revistas, agências de notícias, portais da internet etc. O envio deve ser feito aos repórteres, pauteiros, chefes de reportagem e editores de cada veículo. O texto utilizado para Convocatória deverá conter: o tema da entrevista, com um breve histórico; o nome da fonte e sua qualificação; a data e o local da entrevista.
  • Preparando o entrevistado. O Assessor deverá, juntamente com a fonte, propor a linha de abordagem do tema, a profundidade das informações de apoio que serão necessárias e a repercussão pretendida. Conversar com o entrevistado para, juntos, tentarem imaginar quais as perguntas que poderão ser feitas pelos jornalistas.
  • Preparar um press kit a ser distribuído no dia da entrevista para auxiliar os jornalistas na melhor compreensão do tema. O material deve conter dados de referência sobre o assunto, históricos, currículos, fotos etc. O press kit deve ser elaborado em pastas individuais com a marca da empresa ou do órgão público. 
  • Planejamento da infraestrutura. O local da coletiva deve ser de fácil acesso em horário compatível com a rotina das redações.  É recomendável que o local seja agradável e ofereça condições técnicas e logísticas para o trabalho da Imprensa. Confira abaixo nossa sugestão de check list para organização e preparação da coletiva de imprensa.

Durante

  • Recepção aos profissionais. Receber os jornalistas na Sala de Recepção (espaço amplo, iluminado e ventilado). Procurar cumprir o horário previsto, já que qualquer atraso pode ser muito ruim à rotina diária do jornalista.
  • O papel do Moderador. O moderador conduz a reunião com os jornalistas; apresenta a autoridade entrevistada; divulga as regras da entrevista e o tempo para cada pergunta; planeja a sequência de quem fará as perguntas; orienta quanto ao término da entrevista.
  • Começo da coletiva. Depois que os jornalistas estiverem no auditório, deve-se seguir essa sequência: boas-vindas; cerimonial (anúncio da autoridade ou porta-voz); apresentação da autoridade; leitura da nota.
  • Entrevistado e a mensagem. Entrevistado deve iniciar a entrevista coletiva, apresentando um breve resumo dos fatos. Deve dizer apenas o que possa ser comprovado; procurar inserir a mensagem-chave da Instituição sobre o assunto abordado, em todas as respostas.
  • Espaço para perguntas. O espaço para perguntas tem que ser garantido a todos os jornalistas. O moderador convida o jornalista para que faça sua pergunta no microfone. O jornalista deve informar seu nome e veículo. O entrevistado deve manter a serenidade e ser gentil com os jornalistas.  As respostas às indagações devem ser seguras.
  • Encerramento da fala. No encerramento da entrevista, o entrevistado deve fazer um resumo, passando a mensagem-chave da instituição; agradecer a atenção de forma breve. O moderador retoma e encerra a coletiva.
  • Entrega dos press-kit. Providenciar para que os profissionais da imprensa recebam o press-kit.

 

Depois

  • Esteja a disposição para dúvidas. É comum repórteres ligarem para Assessoria depois da entrevista, atrás de informações complementares.   Se a empresa tiver um site da assessoria sala de imprensa pode também ser disponibilizado o material lá.
  • Repercussão da entrevista. O assessor deve acompanhar a repercussão da entrevista. Se forem observadas distorções, avaliar, com a fonte, a necessidade de enviar novos esclarecimentos à mídia.
  • Análise da gravação da entrevista. A gravação da entrevista irá favorecer a análise do que foi realizado. Posteriormente, deverá ser elaborado um relatório, destacando os aspectos positivos, negativos, lições aprendidas e oportunidades de melhoria.

REFERÊNCIA

RABAÇA, Carlos; BARBOSA, Gustavo. Dicionário de comunicação. 2. ed. Rio de Janeiro: Elsevier, 2001.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s