Release: 7 dicas para elaboração

De acordo com Ferrareto e Ferrareto (2009, p.70) release é um “material de divulgação produzido pela assessoria de imprensa e destinado aos veículos de comunicação. Deve ser escrito em linguagem jornalística e segundo critérios essencialmente da área, embora não tenha a pretensão de ser aproveitado na íntegra como texto final.”

Pixabay

Nesse sentido, a finalidade de um release é servir como sugestão de pauta ou material de apoio, motivando solicitações de entrevista ou de informações complementares. O release não deve ser confundido com texto institucional, ou seja, aquela que pretende criar, perante o público uma imagem favorável. 

“O release pode se transformar em uma matéria jornalística se tratar de algo novo, inédito, um assunto que consiga se destacar no conteúdo da mídia que diariamente é apresentado aos leitores, telespectadores, ouvintes e usuários da Internet” (CARVALHO e REIS, 2009, p. 1). A seguir apresentamos algumas dicas para elaboração de um release:

1- Planejando a escrita

Por que o assunto é importante? Ele pode virar notícia? Quais os principais aspectos a serem explorados? Esse material pode ser facilmente verificado se os repórteres solicitarem? A informação é realmente notícia ou você vai escrever um release para deixar o seu assessorado satisfeito?

2- O mais importante no início

Apresente as informações mais importantes na abertura do texto, usando a técnica do lead.  Responda as seis perguntas básicas (Quê?, Quem, Quando, Onde?, Como? Por quê?) preferencialmente no primeiro parágrafo. Os outros parágrafos detalharão o lead, sendo o momento de explicar o que foi apresentado.

3- Cuidado com o título

 O título deve ser atraente e despertar o interesse do seu público-alvo (Repórteres, produtores e editores de jornais e revistas, de telejornais e de programas jornalísticos de rádio, internet etc). O título deve ser objetivo e chamativo. Sugestão é escrever primeiro o lead e depois extrair o título dele.   Evite colocar o nome da empresa no título do release.

4- Padrão jornalístico

 O release deve chamar atenção pela sua qualidade, ou seja, pelo valor das informações do texto.Escreva frases breves, palavras curtas, preferencialmente use o vocabulário usual, ordem direta (sujeito, verbo e complemento). Não utilize frases muito longas, jargões de qualquer natureza, adjetivação, palavras repetidas e ideias que vão e voltam no texto.

5- Citação de fontes

 Cargos, funções ou profissões devem ser mencionadas sempre antes dos nomes dos respectivos ocupantes. Quando mencionados pela primeira vez no texto, os nomes devem aparecer por extenso e precedidos pelos respectivos cargos, funções ou profissões. Utilize expressões para introduzir declarações: “Conforme”, “Para”, “De acordo com”, “Segundo”, “Na opinião de”. Lembre-se também de que a fonte do seu release deve estar disponível para ser consultada. Se o nome está no realize, pode ser a fonte de uma possível entrevista. Não coloque nome de pessoas que não serão encontradas.

6- Atenção nas datas, horários e locais

Redobre a atenção nesses itens. Eles devem estar sempre muito claros. Exemplo: o evento acontece dia 25 de novembro, terça-feira, às 18 horas não use seis da tarde e nem nesta terça-feira, por exemplo.

7- Consulte um manual de redação

Manuais de redação são publicações organizadas pelos principais jornais do país com informações úteis e interessantes. Essas publicações exploram pontos interessantes e mostram processos usados na produção do jornal. Recomendo consultar o manual da Folha de São Paulo ou do Estadão.

Depois de terminado o texto, feche o arquivo e dê uma descansada. Saia da frente do computador, depois volte e faça uma releitura. Peça para alguém ler seu material. Sempre existe algo para melhorar nessa segunda olhada.

O que achou dessas dicas?

Avalie o conteúdo dessa post (estrelas abaixo) 🙂

Referências

CARVALHO, Claudia; REIS, Léa Maria Aarão. Manual prático de Assessoria de Imprensa. Rio de Janeiro: Elsevier, 2009.

FERRARETTO, Elisa Kopplin; FERRARETTO, Luiz Artur. Assessoria de imprensa: teoria e prática. 6. ed. São Paulo: Summus Editorial, 2009.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s