Lançamento de Livro Sobre Relações Públicas

 Nesta sexta-feira lançamos, eu e profa. Inara Costa, o livro Memória do Curso de Relações Públicas: 35 anos de trajetória, pela Editora da Universidade Federal do Amazonas. A gênese das Relações Públicas possui vasta produção literária e nos formatos mais variados possíveis quando se refere ao surgimento da atividade nos Estados Unidos e no Brasil, mas pouco se sabe quando se refere ao surgimento das Relações Públicas na Região Norte e mais especificamente no Amazonas. Esse foi um dos principais motivos que nos levou a refletir sobre a necessidade de termos reunidos em uma só obra, informações preciosas que poderiam se perder com o tempo e com os lapsos de memória sobre o nascimento das Relações Públicas em nosso Estado.

Capa do Livro

Propositadamente, como o curso de Comunicação Social com habilitação em Relações Públicas da Universidade Federal do Amazonas completa 35 anos de existência em 2012, faz-se mister lançar mão da oportunidade e do desafio em resgatar a história do curso, reunir os fragmentos da memória e montar o “quebra-cabeça” de forma participativa.

Para começar, quando fizemos uma pesquisa sobre os documentos que mostravam o início do curso de Relações Públicas encontramos datas distintas de 1977, citando como exemplo, o livro de 100 anos da UFAM que considera 1972, na placa comemorativa de 30 anos do curso que considera 1979 e, finalmente, no Dossiê da Legislação Curricular de Comunicação Social organizado pela Pró-Reitoria de Ensino de Graduação – PROEG, considera 1977.

Sendo assim, considerou-se o ano de 1977 em virtude das seguintes evidências documentadas:

  • A Resolução no 05 de 21/01/1977 do Conselho Universitário (Consuni) que transforma o curso de Comunicação Social em habilitações de Jornalismo e de Relações públicas, cujo documento é assinado pelo reitor em exercício, Octávio Hamilton Botelho Mourão.
  • O Decreto federal no 81.087 de 21/12/1977 concede reconhecimento ao curso de Comunicação Social e de Ciências Biológicas assinado pelo então presidente da República, Ernesto Geisel.

Diante do exposto, esta obra, embora modesta, tem o objetivo de contribuir para a história das Relações Públicas no Brasil e fortalecer o conjunto de obras que trata sobre o surgimento dos cursos nas universidades brasileiras. Assim, o livro foi dividido em três partes: 1) Aspectos sobre a história e memória do curso de RP da Ufam; 2) Pesquisas acadêmicas de alunos e professores que refletem o impacto social e científico do Curso; 3) Interfaces entre mercado e academia, bem como, os rumos e perspectivas da profissão.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s