FÓRUM – DISCUSSÕES SOBRE O FILME “O REIÃO LEÃO”

 O Fórum tem como objetivo discutir sobre a linguagem cinematográfica na escola, especificamente no filme “O Rei Leão”. Para tanto, serão levados em conta os seguintes elementos: 1- Cenário; 2- Linguagem; 3-Personagem Principal; 4-Roteiro; 5- Elementos Sonoros. De acordo com Citelli (2000), saber ver uma imagem, um filme, é tão necessário quanto aprender a ler e escrever nos moldes convencionais. Abaixo algumas questões para começarmos as discussões sobre o Filme. Todos devem comentar os aspectos citados.

– A arte cinematográfica bem sucedida trabalha com o elemento da identificação e nessa versão da Disney não foi diferente. Como os personagens ( o principal e os outros) contribuem para essa identificação com o público infantil?

– A partir da observação do cenário, roteiro, elementos sonoros e linguagem do Filme O Rei Leão, que tipos de questões educacionais podem ser trabalhadas?

– No ambiente escolar, de que forma o educomunicador que se propõe a desenvolver uma atividade didática pode utilizar o filme o Rei Leão? Qual seria o público ideal?

– A análise do roteiro (estrutura narrativa) segue o modelo ordem, desordem, ordem? Como pode-se perceber isso no filme O Rei Leão?

– Através da análise das músicas do Filme, pode-se perceber que existem diversas mensagens educacionais por detrás dessas letras. Vamos pensar em alguns exemplos.

O fórum tem como como orientação básica:  1-conteúdo- os comentários devem estimular o debate e a reflexão; 2- critérios de avaliação: compreensão do conteúdo, criatividade, redação, organização das idéias, articulação do pensamento, clareza e nível de debate/controvérsia proporcionados; 3- Prazos: os comentários poderiam ser feitos até 23.11.2011 às 18h (Depois, foi encerrada a atividade para Avaliação)

http://www.jonasjr.com | @jonasjr | jonasjr1@gmail.com

24 comentários

  1. Primeiramente, precisamos todos admitir: O Rei Leão é um dos filmes mais bonitos da Disney, tanto em níveis estéticos, a fotografia, a trilha sonora, quanto no que diz respeito à mensagem transmitida. O filme tem uma capacidade de cativar o telespectador e nos minutos iniciais, sem perceber, já estamos imersos no universo do Rei Leão. As cores vivas, o personagem principal ser um animal e também, um filhote (criança) cria uma rápida identificação com o público infantil e as relações familiares, por sua vez, atraem a atenção dos públicos de maior idade. A trilha sonora do filme “O ciclo da vida”, sugere em seu título duas interpretações que podem se exploradas nas atividades de comunicação: primeiro, o ciclo da vida enquanto as fases de nascimento, crescimento, reprodução e morte, por outro lado, o ciclo da vida referente às fases de amadurecimento que Simba passa e que, analogamente, representa as fases que cada um de nós passamos na nossa vida: a fase da descoberta, a fase da rebeldia, da reflexão…
    São interessantes também as questões que dizem respeito ao senso de justiça, de hierarquia, de amizade. Valores que devem ser sempre abordados nas salas de aula, porque as pessoas estão passando por um processo de banalização do mal e se esquecendo do que é ser bom e o que é fazer o bem.
    Na sala de aula, podem ser levantadas questões ambientais com os alunos sobre preservação da fauna e flora e também questões de aprendizado com o passado e presente.

    • Gostei da sua percepção sobre “o ciclo da vida” explorado no decorrer do filme, Wellington… de como isso marca a vida do ser humano de forma generalizada. É engraçado que, sob esse olhar, o público infantil não compreende na totalidade o que significam essas fases, mas conforme elas vão crescendo e passando por elas, princípios arraigados através de uma boa exploração de conteúdo do filme Rei Leão, podem fazê-la perceber a importância de tais ciclos para a vida social dela. É como se fosse uma espécie de painel em preto e branco (projetando as fases pelas quais a criança passará) que essa criança só pintará de fato através da experiência, tendo a busca de conhecimento como uma constante em seu processo de aprendizado do mundo.

    • Eu realmente nunca tinha pensando sobre o ciclo da vida. Achei muito interessante esse pensamento. Outra coisa que o Welligton falou que concordo é sobre a questão de no primeiro momento o personagem principal ser um filhote, que ja faz com que criemos uma relação afetiva de imediato, é uma coisa da natureza humana mesmo, nós ”achamos fofo” e logo estamos inteiramente envolvidos com a história.

    • Welington muito interessante sua interpretação da Trilha Sonora. Concordo com a Débora e Larissa.. Realmente através da letra da música do Filme é possível reconhecer várias mensagens que estão imbricadas… As fases da vida (biologicamente e psicologicamente, por exemplo). Veja o refrão:

      “É o ciclo sem fim
      que nos guiará
      Na dor e na esperança
      Pela fé e o amor
      Até encontrarmos nosso lugar
      E o nosso caminho
      Neste ciclo
      Neste ciclo sem fim”

      Para complementar citaria a questão da Morte e Vida na Natureza. Note que a natureza, do ponto de vista ecológico, é cíclica. Os ecossistemas, compostos por seres vivos, inanimados e ambiente, são marcados por morte e vida. Há a necessidade de que animais morram para que outros possam viver… E isso é o um ciclo sem fim! Nota-se que disciplinas de Ciências Naturais e Biologia podem utilizar o Filme como um recurso complementar para abordar sobre Iniciação à Ecologia e a dinâmica ambiental.

  2. Primeiramente, precisamos todos admitir: O Rei Leão é um dos filmes mais bonitos da Disney, tanto em níveis estéticos, a fotografia, a trilha sonora, quanto no que diz respeito à mensagem transmitida. O filme tem uma capacidade de cativar o telespectador e nos minutos iniciais, sem perceber, já estamos imersos no universo do Rei Leão. As cores vivas, o personagem principal ser um animal e também, um filhote (criança) cria uma rápida identificação com o público infantil e as relações familiares, por sua vez, atraem a atenção dos públicos de maior idade. A trilha sonora do filme “O ciclo da vida”, sugere em seu título duas interpretações que podem se exploradas nas atividades de comunicação: primeiro, o ciclo da vida enquanto as fases de nascimento, crescimento, reprodução e morte, por outro lado, o ciclo da vida referente às fases de amadurecimento que Simba passa e que, analogamente, representa as fases que cada um de nós passamos na nossa vida: a fase da descoberta, a fase da rebeldia, da reflexão…
    São interessantes também as questões que dizem respeito ao senso de justiça, de hierarquia, de amizade. Valores que devem ser sempre abordados nas salas de aula, porque as pessoas estão passando por um processo de banalização do mal e se esquecendo do que é ser bom e o que é fazer o bem.
    Na sala de aula, podem ser levantadas questões ambientais com os alunos sobre preservação da fauna e flora e também questões de aprendizado com o passado e presente…

  3. – Sobre o fator identificação…

    Percebi um elemento sobre essa questão que ficou bem evidente para mim. A curiosidade. Os personagens Simba e Nala (filhotes na primeira parte do filme) estão sempre se colocando diante da possibilidade do novo, do desconhecido, e gostam de fazer isso juntos. Para a criança, o novo é o que há de mais motivador, e, haja vista que ela está descobrindo o mundo, ter amigos é sempre divertido. É uma aventura! Penso que essa característica gera identificação imediata com os anseios do público infantil.

    – Sobre o fator educomunicação no filme Rei Leão…

    Os ensinamentos transmitidos pelo Rei Mufasa para seu filho Simba, contém ideias educomunicativas, por exemplo, quando falam sobre o respeito a todos os animais, “desde a menor formiguinha até o maior antílope”, pois todos compõe o equilíbrio das relações naturais no seu reino. Esse princípio pode ser facilmente assimilado pela criança para compreender a interdependência entre as pessoas na família, na escola, na sociedade, de maneira que ela reaja positivamente às diferenças socioeconômicas e culturais que possam encontrar em seu processo de construção, inclusive no que se refere à própria educação, tomando consciência que tem seu lugar no tecido social e que merece ter vez e voz, independentemente de que lugar estiver ocupando, facilitando a percepção sobre si mesma da sua capacidade de atuar no mundo.

    • SOBRE O FATO R IDENTIFICAÇÃO, acredito que a Disney vai além de filmes infantis, e sempre investiu em entretenimento familiar, mesmo que nesse caso especial o filme centraliza um personagem filhote-criança ele é cercado de conselhos, e advertências de outros personagens ‘adultos’, o que percebo como uma ligação, conexão, com os pais e demais familiares do principal público ,a criança, que mesmo sem perceber vai sendo educada ou ‘linkando’ conselhos que o simba recebe com os que ela já recebeu em sua vida. E na parte de identificação dos Pais, um personagem como Mufasa, que deu a vida, por seu filho, pode facilmente ser aceito e se tornar um grande exemplo para os pais que se preocupam com seus filhos, e na Mãe, Sarabi, é uma ‘mulher’ forte que apesar de estar sofrendo nas ‘patas’ (mãos haha ) de Scar, continua mantendo sua postura de guerreira e batalhadora, característica que as mulheres buscam nos tempos modernos.

    • Realmente, Débora, o fato de Simba e Nala serem filhotes faz com que a aproximação da personagem com o público infantil se dê logo de cara.. Segundo Edgar Morin, ” a identificação constitui a alma do cinema”…

      A frase que você selecionou foi muito interessante: “Desde a menor formiguinha até o maior antílope”. A frase demonstra a importância de todos (trabalho em equipe, na escola por exemplo). Na Natureza, cada um exercendo funções essenciais…

      Do ponto de vista Educomunicacional, é fundamental pensar no público-alvo da ação, assim pode-se obter melhores resultados. o trabalho com o público infanto-juvenil pode ser feito para favorecer as crianças na iniciação da redação, atrair o tema para temas (Educação Ambiental, Ética e Moral, Comportamento Escolar, Relação Pai e Filho….)

    • concordo com a Debora no sentido dos personagems de simba e nala na questãó de descobrir o desconhecido e o valor da amizade,no filme o rei leão gostei de cada um dos personagems,acho que cada um intrepreta muito bem seu papel,por exemplo as hienas tidas como ums dos animais mais perigosos da floresta,e no que respecta ao paisagem onde se desenvolve a aventura acho que esta muito bem feita e de acordo com o decorrer do filme,em conclusão o filme não vai dirigido somente para crinças senão para toda a familia pela mensagem que leva.

  4. Tratando-se de dois principais, o rei e simba (pai e filho), relaciona o mundo animal familiar ao familiar humano, numa visão infantil mais clara. Um filme direcionado a criança precisa de um personagem destinado a esse público, e simba além de fazer esse papel, proporciona um show de informações construtivas, permitindo-se também como qualquer criança o encanto, a curiosidade, a teimosia, a bravura, aliás toda criança sonha ao menos um dia, ser um super herói. O pai de simba mostra uma postura de rei correto, que busca uma ‘harmonização’ em seu reino animal. Mas além disso, mostra seu lado pai-família, educando simba, não o prevenindo de todas as ameaças, mas procurando mostrar o caminho certo com um passo de cada vez. Acho que uma faixa etária seria de 8 a 10 anos, o ideal era na fase dos por quês das crianças, característica do personagem principal do filme, simba. A trilha sonora destaca-se na parte em que simba encontra seus dois novos amigos na outra parte da floresta, as letras intencionam uma mudança de vida, um novo estilo, o passado agora, fica pra trás, lembranças ruins também (como a culpa de simba pela morte do pai).

    • De fato Swennya… Há uma relação feita entre o mundo familiar. Essa questão pode ser relacionada à questões de relacionamento filho-pais, a necessidade da obediência, o fato de quando Simba desobedeceu o pai e as consequencias não foram boas. Tudo isso pode ser aplicado pelo professor educador.

      A questão da Ética também pode ser relacionada, em especial quando o Tio do Simba faz de tudo para conseguir o Reinado.. Ficaria a mensagem para as crianças: “Não se pode fazer tudo para conseguir o que se quer…Há um limite, há uma ética/ moral a ser respeitada”

  5. Este filme tem inúmeras coisas que se pode analisar. Mas o que me chama atenção no rei leão são os diversos valores passados através do roteiro,os claros como amizade, responsabilidade, amor,obediência ,o castigo dos maus,defesa da família, generosidade e etc. E outros implícitos:
    a) A liderança deve ser exercida pelo mérito, mesmo que exista o direito, o líder só é respeitado quando é sábio, justo, bondoso e forte. Ser líder requer responsabilidade e maturidade ;
    b) A vaidade do príncipe que pensava poder tudo, pois um dia seria rei , que é mitigada pelo pai que mostra os riscos da desobediência e apresenta os valores do verdadeiro rei;
    c) O pai é grande mentor do filho que o ama e quer o melhor para ele, mostra a visão que todas as crianças tem do pai quando pequenas que “papai é grande, forte e sabe tudo”;
    d) O filho segue do passos do pai, é uma continuação dele, ao ponto de a mãe o confundir com pai. O pai vive no filho;
    e)A amizade como refúgio, que nos ajuda a superar as coisas ruins e está conosco nas piores horas; Não devemos nos culpar pelo passado devemos aprender com ele;
    f) temos que assumir as nossas responsabilidades e as consequências de nossas ações;
    g) E por fim, o bom e velho, bem sempre vence o mau.

    • Huini, concordo o filme é muito rico em elementos para serem analisados. Isso mostra claramente o potencial do Filme como recurso Educomunicacional. A linguagem do cinema traduz, além de sentimentos, mensagens, valores e aspectos educacionais. Como destaca Citeli (2000), “o cinema se ajusta a um trabalho pedagógico que busca a interação e o aperfeiçoamento do aluno na leitura de novos códigos”.

      O público-alvo do filme, como destacou a Swennya, está em uma faixa etária que está formando seus valores. Os bons exemplos são mais do que necessários. Daí o Filme serve como um recurso fundamental para gerar a identificação e valores sociais. Além disso, como citei em um outro comentário o filme resgata a relação natureza-homem e a preocupação com o coletivo.

      • Concordo professor, a maioria dos filmes infantis tem a finalidade de dar bons exemplos e ajudar na formação de valores, espelhando a moral vigente naquela sociedade de forma que a criança se adapte com facilidade. Por exemplo com a emancipação da mulher os novos filmes infantis trazem princesas corajosas, audaciosas, verdadeiras heroínas, isso visa ensinar às crianças que meninas e meninos têm a mesma capacidade. Provando que embora o conceito seja novo a prática educomunicacional está no nosso cotidiano há muito tempo.

  6. Como eu meu grupo ficou com a parte de obervação do cenário foi o elemento que mais prestei atenção no filme. Ao meu entendimento o filme se passava na Savana Africana, local onde moram todos aqueles animais, mas a floresta africana é colocada como se fosse um paraíso, com muitas árvores, riachos, grama e sol, para mostrar como aqueles animais viviam bem e felizes. Nas partes musicais o cenário ficava diferente, um pouco mais colorido justamente para mostrar que aquele era um momento de fantasia.
    O local proíbido onde Simba esteve já é um lugar bastante sombrio, onde vivem as hienas, colocadas no filme como vilãs, esse lugar de fato é o que remete a verdadeira Savana Africana, um lugar sem lei, onde todos querem se alimentar sem se importar com nada, por isso tem a presença de vários cadáveres no local. Quando acontece alguma cena triste, o filme que é sempre ”ensolarado” fica com o tempo fechado, as cores ficam mais escuras dando uma ideia de quase chuva com relâmpagos ou até mesmo de chuva como na cena final. O ”mau” é representado pela cor verde que é a cor dos olhos do tio de Simba, sempre que ele manifesta alguma de suas maldades a atmosfera ao reder fica em tons de verde.
    Outro fator importante é quando Simba foge, ele fica por dias sofrendo num deserto, o que mostra como ele se sentia perdido naquele momento, sem saber pra onde ir ou o que fazer, mas quando ele encontra Timão e Pumba a vida dele passa a ganhar um novo sentido que é novamente representando pelo cenário que volta a ser uma linda floresta com várias coisas divertidas para se fazer.

    • Larissa, muuito boa a sua observação sobre a mudança de cenário… Esse era um ponto central a ser percebido.

      Trata-se de um recurso do cinema muito interessante. Não fazia parte da atividade analisar a posição da câmera e os planos utilizados, mas está tudo integrado. Muitas cenas os personagens eram vistos por inteiro e inseridos no contexto, a posição da câmera destacando o perfil, e o cenário aberto, iluminado e com a natureza ao fundo. Tudo isso demonstra ordem, harmonia. Assim, um recurso fundamental para a construção da narrativa…

  7. Misturando ótimas cenas divertidas, que fazem tanto crianças quanto adultos sorrirem por praticamente todo o filme, com cenas mais pesadas, que discutem temas como morte e inveja em família, somando-se ainda personagens extremamente carismáticos e bem utilizados na excelente história, a Disney parece ter encontrado a fórmula perfeita de se fazer uma animação.
    O filme aborda a jornada existencial de Simba desde o nascimento até sua transformação em um adulto, e revela como o leão aprende a lidar com seu destino.
    O roteiro do filme é muito bem elaborado, os personagens são encantadores e a condução da obra faz jus às fontes inspiradoras. A trilha sonora pontua de forma perfeita cada passagem e as músicas são executadas pelas próprias criaturas que povoam a trama.
    O filme é um prato cheio para os pais e educadores discutirem com crianças e adolescentes os mais diversos temas, já que todas as ações do filme podem ser perfeitamente comparadas às ações dos seres humanos. Essa metáfora é ajudada pelo carisma dos personagens, todos muito bem desenhados e com uma arte final muito bem chamativa. Temas como inveja, ganância ou aquelas brincadeiras inocentes que as crianças acham que não vão ter problemas, e até mesmo a morte – uma importante perda na família – são apresentados as crianças com conseqüências que não as iludam ou incentivem a fazer o mesmo.
    Esta produção, que já se imortalizou como um clássico, pode ser perfeitamente utilizado também como um elemento pedagógico, pois as várias posturas assumidas pelos personagens são análogas às atitudes do Homem. Além disso, sentimentos como a solidariedade, o amor, os vínculos familiares, a amizade e a fidelidade, que povoam esta animação, devem ser estimulados especialmente entre as crianças.
    Talvez esse aspecto do filme tenha contribuído, em grande parte, para seu retumbante sucesso e sua incomparável popularidade. Cativam o público igualmente as metamorfoses dos personagens, principalmente de Simba, a forma como se alternam cenas sérias e profundas com episódios muito engraçados.
    Somando-se todas essas características em perfeita simetria, fica fácil entender porque O Rei Leão tornou-se um clássico.

  8. Sobre o Cenário –
    nesse caso é complicado falar sobre essa característica, é uma animação que se passa na savana africana, entretanto, outros elementos podem ser atribuídos a essa questão. Talvez esteja enganado, ou vendo coisas decorrentes aos tanto mitos de mensagens subliminares relacionadas a esse filme, mas na cena do SCAR com as Hienas, quando eles estão no cemitério de elefantes, e o Scar apresenta o seu plano de matar Mufasa, eu percebo uma certa semelhança com o governo ditatorial , como uma certa representação do Mau (Governo ou qualquer coisa assim), em elementos como a marcha das hienas enquanto o Scar-Ditador canta, se você perceber é bem no estilo oriental, com a postura perfeita e o levantar das pernas o mais alto possível (lembrando que a Disney americana segue regime Democrático), e em outro elemento enquanto Mufasa e Simba são facilmente relacionados com o nascimento do Sol (primeira e segunda cena do filmes simbolizam isso) e essa luminosidade que os dois personagens trazem, Scar ergue seu reinado na escuridão da noite, e logo no fim da cena descrita a cima, a LUA aparece ao seu lado, talvez pra simbolizar essa nova era que está surgindo, a partir dessa nova identificação, todas as outras cenas de Scar são feitas na noite, ou chuva, com um ar escuro e sombrio, representando uma ‘era negra’ pra esse reinado tão ‘solar’ aclamado no inicio do filme.

    Quanto a sala de aula e o uso dessas questões –
    acredito que um simples apontamento dessa problemática, por assim dizer, e instigar o questionamento dos alunos quanto a isso, possa ser um bom caminho a ser seguido, deixar que eles possam discutir esses elementos da luta entre o bom e o mau, e dependendo da classe se for mais avançada, da diferenciação dos elementos, SOL (claridade, luz, BOM) e Lua ou Chuva (escuridão, MAU) .

    • Andrew, Interessante sua análise do cenário no qual Scar “comanda” as hienas.

      É algo específico… a Cena no Cemitério de Elefantes, mas é algo que realmente chama a atenção. É possível remeter ao Hitler, por exemplo. A relação com o governo ditatorial pode remeter aos aspectos da má liderança, jogos de poder…

      O que os colegas acham?

  9. O cenário do filme Rei Leão é todo baseado na savana africana. No filme podemos observar que os criadores procuraram valorizar os mínimos detalhes para que o longa metragem se aproximasse ao máximo da realidade. É possível perceber algumas diferenças entre as cenas, mesmo que todas sejam desenhadas para assemelhar-se a uma savana. Por exemplo, quando as cenas são com Scar (Tio de Simba) ou com as hienas ( 3 principais do filme) o cenário muda totalmente para um local sombrio e triste, com cores escuras e carcaças de animais, muito diferente da savana colorida e cheia de vida quando Simba está com seus amigos e família. Todos esses jogos de cores e cenários são fundamentais e servem de apoio para que a carga emocional seja direcionada corretamente ao público alvo do filme.

  10. Sobre o roteiro
    A Rei Leão, como alguns já comentaram é um desenho familiar, com apelo especial às crianças. Ele vem a ensinar questões morais e incentivar o melhor desenvolvimento emocional. Percebi um forte senso de hierarquia, tanto a real, quanto a patriarcal, que foi como a sociedade dos leões nos foi apresentada. Também é mostrada a possibilidade da aquisição do poder real não só pela formas, mas também pela astúcia. Esta última, porém, não vindo a substituir à altura a de direito, fato provado quando Iscar, o rei astuto e trapaceiro, não consegue administrar corretamente o reino, fazendo-o sucumbir.
    Outra lição pertinente no filme é a de que nem sempre se faz o que se deseja, mas muitas vezes o necessário. Simba não desejava a morte do tio, mas foi necessário. E quando se foge das responsabilidades, as consequências atingem a todos.
    Por fim, um elemento ideológico interessante que percebi foi a alusão à Hitler, na canção em que Iscar explica seus planos às Hienas. Todo o posicionamento da marcha e o modo como ele se apresenta em seu discurso nos mostram isso.
    “Chegou nova era, a velha já era. Fiquem comigo e não passarão fome”
    “Injustiças, farei com que parem”
    “O golpe do século (…) Bem premeditada e bem calculada e um rei rejeitado, será coroado”

  11. Professor, primeiro eu quero pedir desculpas. Acabei não postando meus comentários e não participando novamente. Essa semana eu só acessei internet do trabalho e ficou meio difícil comentar. Acredito que perdi a data. Mas ainda que não sirva mais pra pontuação, postarei minhas pontuações aqui, sobre o que achei interessante. Até pq ninguém de meu grupo postou, pelo visto… (risos)

    O meu grupo ficou responsável de analisar os efeitos sonoros do filme, portanto, tentarei fixar meus comentários mais nessa área:

    Elementos culturais: O filme se passa em solo africano, portanto, sua sonoridade é ricade elementos africanos. Os sons tribais de tambores e gritos e os corais de vozes no estilo africano são bem destacados durante todo o filme.

    Os efeitos sonoros durante todo o filme são bem expressivos, bem fortes, até por se tratar de um filme infantil. Quase todos os efeitos tem um tom cômico (sons de espetadas, gritos de dor engraçados, quedas, o som das pernas da arara quando está segurando o elefante e toda a pilha em cima…) justo pra prender a atenção infantil pelo efeito lúdico.

    As vozes tem peso significativo. Os pais de Simba, Mufasa e Sarabi, tem voz altiva, suave, que nos passa tom de liderança e temperança (é bem diferente, se você notar, da voz que a mesma dubladora faz para a vilã Cruela Devil). Já a voz de Scar tem tom sarcástico, maléfico (a mesma voz de Jafar, de Alladin). As vozes das hienas e dos amigos de Simba são engraçadas, para serem divertidas. A voz de Gazu é uma voz chata, que nos faz pensar que ele é o tipo que fala de mais durante o filme inteiro.

    Os efeitos e a trilha criam tons pra mostrar a alteração de ambiente filme. Quando sai dos territórios do Reino para ir à caveira do Elefante, os tons deixam de ser calmos e se tornam sombrios. A trilha se torna um pouco mais pesada. O som do vento, dos ossos, o eco do local, tudo se torna assustador, pra demonstrar o local perigoso.

    Na cena dos gnus, a trilha toma tons de medo e expectativa, de modo a deixar-nos aflitos imaginando diversos fins para a mesma cena. O barulho dos gnus e do tremor no chão atraem a atenção para a movimentação na cena. Na morte de Mufasa, os efeitos voltam a ser sombrios. Sempre que Scar aparece os efeitos são sombrios, pra demonstrar as más intenções dele. A cena que se segue, da fuga de Simba, tem sons mais suaves, que demonstram calma e tristeza. Na selva, com timão e Pumba, os efeitos voltam a ser engraçados, e as músicas animadas, mas sempre tem tons depressivos, quando mostram que Simba não esqueceu seu passado.

    Nas cenas do Babuíno, os efeitos criam um clima de mistério, lembrando os efeitos dos filmes de magia. Dá a impressão de que algo novo está prestes a ser descoberto.

    No encontro de Simba e Nala a trilha e os efeitos são calmos e envolventes, demonstrando o romance entre eles. Na visão de seu pai, também cria-se um clima de mistério, mas com sons mais envolventes, de modo a despertar a comoção.

    Novamente sons mais longos e depressivos são usados na trilhe quando Simba regressa ao Reino e o vê destruído. Os sons divertidos e os tons cômicos de sua infância na Pedra do Reino foram substituídos por sons graves e pesados, semelhantes ao da caveira do Elefante e da caverna de Scar.

    A trilha sonora e os efeitos musicais da perseguição de Scar e da retomada de poder de Simba criam um clima de tensão e expectativa, típico dos filmes de ação. Há tons mais fortes e aumento de volume durante a batalha, principalmente na vitória de Simba, destacando o heroísmo deste, e há tons sombrios, longos e pesados na cena de Scar e as hienas, demonstrando a sua queda.

    Quanto às músicas:
    A primeira música, Ciclo sem fim, que nos apresenta o filme, fala de um ciclo maior que o da vida, fala sobre o ciclo da natureza. Claro, envolve vida e morte, mas pelo que precebi na letra ela fala daquilo que conhecemos como destino. Me lembra o texto bíblico de Salomão (Geração vai e geração vem; mas a terra permanece para sempre.Levanta-se o sol, e põe-se o sol, e volta ao seu lugar, onde nasce de novo…O que foi é o que há de ser; e o que se fez, isso se tornará a fazer; nada há, pois, novo debaixo do sol. – Ec. 1:4,5,9). A música demonstra um ciclo perfeito que guia todas as coisas, que dá à elas uma função, um destino, e que nunca cessa, pois se renova. Com isso aponta para o reinado de Mufhasa e Simba – a mesma canção é tocada novamente ao fim do filme, demonstrando a continuidade do ciclo.

    A música de Zazu sobre responsabilidade e a música “O que eu quero mais é ser rei” são agitadas, alegres e divertidas, para mostrar a infância de Simba, e suas aventuras. Os sons dos animais e dos movimentos são bastante destacados aqui. A letra das músicas fala sempre sobre o seu futuro, lhe preparando para um momento que vai chegar.

    As músicas de Scar, “Nova Era” e “Se Preparem” são animadas, mas usam efeitos que as deixam assustadoras. A letra dessas músicas mostra a prepotência de Scar, que deseja usar o poder pra beneficiar a quem quer, instituir um regime onde só ele terá voz.

    No encontro de Nala e Simba, a música “Essa noite o amor chegou” amplia o clima romântico – pra desespero dos amigos de simba -, sua letra fala do amor entre os dois, e dos pensamentos de um pelo outro.

    No fim do filme é novamente apresentada a música “Ciclo sem fim”, na apresentação do filho de Simba, mostrando que o Ciclo mais uma vez se renova.

    Bom, é mais ou menos isso. Obrigado.

  12. Minha análise é sobre a trilha sonora.
    O padrão de notas do filme é sempre muito consonante, ou seja, fácil de ser compreendido pela audição de uma criança. Fácil de ser assimilado pelo cérebro infantil. Algo tal qual acontece nas trilhas do seriado “Barney e seus amigos”, daquele dinossauro roxo que há tanto faz sucesso na TV infantil americana.
    O desenvolvimento da trilha é tal que consegue muito facilmente efetivar a expectativa que o filme quer passar, os equilíbrios e explosões da música são perfeitamente sincronizados com as imagens, o que permite o cérebro assimilar mais rapidamente os sentimentos do filme, compreender a dor, o amor, a glória, tristeza, tudo, mais facilmente.
    Os sons crescem com as sensações que o filme quer criar, a música nos obriga a seguir o desenvolvimento do filme mesmo que não tenhamos plena noção da informação que se deve compreender do filme naquele momento.
    A trilha sonora é trabalhada pelo sentimento e pela facilidade, ou seja, tornar acessível uma informação completa até para uma criança, e principalmente, deixando sempre uma expectativa.
    Não se esperaria menos do grande maestro Hans Zimmer.

  13. O filme apresenta varias licoes, como o aprendizado em bando, o poder de liderança, a diferença entre uma raça superior e outra inferior, a importancia de saber fazer amigos. O como saber lidar com o poder, a cobiça alheia. Realmente Rei leao é um classico.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s