REFERÊNCIAS DE CIBERCULTURA

ciberculturaAbaixo uma listagem de referências bibliográficas na área de Cibercultura. Fiz uma divisão entre os autores clássicos e os emergentes, entendendo os primeiros como aqueles que servem de base teóricas para os emergentes, suas obras discutem aspectos conceituais, fundamentos e dão alicerce para compreensão de assuntos sobre a Cibercultura. Não menos importante são os autores listados como “emergentes”, que tem por meio de suas produções, “reoxigenado” os debates ligados à área, apresentando temáticas envolventes e pontos de vistas que são valiosos para a compreensão dos assuntos ciber. Além disso, fiz uma lista que considero fundamental, também de  clássicos, mas que servem de leitura complementar indispensável. Uma boa pesquisa!!

CLÁSSICOS

CASTELLS, Manuel. A galáxia da internet: reflexões sobre a internet, os negócios e a sociedade. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2003.

CASTELLS, Manuel. A sociedade em Rede – a era da informação: economia, sociedade e cultura – Volume 1. São Paulo: Paz & Terra, 2002.

GOFFMAN, Ken; JOY, Dan. Contracultura através dos tempos: do mito de prometeu à cultura digital. Rio de Janeiro: Ediouro, 2007.

JOHNSON, Steven. Cultura da Interface: como o computador transforma nossa maneira de criar e comunicar. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2001.

LEMOS, André (ed.). Cibercidade: as cidades na cibercultura. Rio de Janeiro: E-papers, 2004.

LEMOS, André. Olhares sobre a cibercultura. Porto Alegre: Sulina, 2003.

LEMOS, André. Cibercultura: tecnologia e vida social na cultura contemporânea. Porto Alegre: Sulina, 2002.

LEMOS, André; PALÁCIOS, Marcos (eds.). As janelas do ciberespaço. Porto Alegre: Sulina, 2001.

LÉVY, Pierre. O que é o virtual? São Paulo: 34, 1997.

LÉVY, Pierre. As tecnologias da inteligência: o futuro do pensamento na era da informática. São Paulo: 34, 1993.

LÉVY, Pierre. A máquina universa: criação, cognição e cultura informática. Porto Alegre: ArtMed, 1998.

LÉVY, Pierre. Cibercultura. São Paulo: 34, 1999.

NEGROPONTE, Nicholas. Vida digital. São Paulo: Companhia das Letras, 1995.

PARENTE, André. (ed.), Imagem máquina: a era das tecnologias do virtual. 2. Rio de Janeiro: 34, 1996.

ROSNAY, Joël. O homem simbiótico: perpectivas para o terceiro milênio. Petrópolis: Vozes, 1997.

SILVA, Juremir Machado da. Tecnologias do imaginário. Porto Alegre: Sulina, 2003.

WOLTON, Dominique. Internet, e depois? Porto Alegre: Sulina, 2003.

EMERGENTES

AMARAL, Adriana. Visões perigosas: uma arque-genealogia do cyberpunk. Porto Alegre: Sulina, 2006.

FELINTO, Erick. A religião das máquinas: ensaios sobre o imaginário da cibercultura. Porto Alegre: Sulina, 2005.

JENKINS, Henry. Convergence culture: where old and new media collide. New York: New York University, 2006.

LEÃO, Lucia. Labirinto da hipermídia: arquitetura e navegação no ciberespaço. São Paulo: Iluminuras, 2005.

LEÃO, Lucia. O chipe e o caleidoscópio: reflexões sobre as novas mídias. São Paulo: Senac, 2005.

MARTINS, Francisco Menezes. Impressões digitais: cibercultura, comunicação e pensamento contemporâneo. Porto Alegre: Sulina, 2008.

PRIMO, Alex. Interação mediada por computador: comunicação, cibercultura, cognição. Porto Alegre: Sulina, 2007.

RECUERO, Raquel. Redes Sociais na Internet. Porto Alegre: Sulina, 2009.

RÜDIGER, Francisco. Elementos para a crítica da cibercultura. Porto Alegre: Sulina, 2002.

RÜDIGER, Francisco. Introdução às teorias da cibercultura. Porto Alegre: Sulina, 2003.

RÜDIGER, Francisco. Cibercultura e pós-humanismo: exercícios de arqueologia e criticismo. Porto Alegre: Edipucrs, 2008.

SÁ, Simone Pereira e ENNE, Ana Lucia (orgs). Prazeres Digitais: Computadores, entretenimento e sociabilidade. Rio de Janeiro: E-Papers, 2004.

SANTAELLA, Lucia. Linguagens líquidas na era da mobilidade. São Paulo: Paulus, 2008.

SANTAELLA, Lucia. Culturas e artes do pós-humano: da cultura das mídias à cibercultura. São Paulo: Paulus, 2003.

TRIVINHO, Eugênio. A dromocracia cibercultural: lógica da vida humana na civilização mediática avançada. São Paulo: Paulus, 2007.

 

LEITURAS COMPLEMENTARES

MCLUHAN, Marshall. Os meios de comunicação como extensões do homem. São Paulo: Cultrix, 1969.

Um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s