Comentários sobre o livro Técnicas de Comunicação Escrita

Frio, icônico e conciso. Esses são os melhores adjetivos para definir o livreto Técnicas de comunicação escrita de Isidoro Blinkstein. O livro é pequeno (103 páginas), mas possui informações valiosas para os profissionais da área de Comunicação e todos aqueles que acreditam no poder das palavras.

O autor, no inicio do livro, faz uma ilustração apresentando o desentendimento lingüístico do gerente e da secretária que não conseguiram chegar a um lugar-comum em razão dos ruídos na comunicação. Nota-se a perspicácia do autor, pois é de suma importância que o remetente problemático seja o gerente, pois, com isso, demonstra-se que todos podem ter problemas nessa área, inclusive um “gerente de uma grande empresa”, certamente se a secretária estivesse sido colocada nessa situação não surtiria o efeito esperado.

Blinkstein remete o leitor sempre ao gerente, seja citando outras complicações ou usando-o como plano de fundo para, assim, aplicar e demonstrar as técnicas de comunicação escrita. Isso demonstra uma excelente metodologia e, claro, uma preocupação por parte do autor de tornar o livro conciso, pois a historinha inicial pauta todo o livro. Outra prova disso é a integração dos capítulos, ou seja, o autor encerra um capítulo mostrado ter ligação com o próximo: “é o que veremos no capítulo seguinte”, “mais isso é assunto para o próximo capítulo”.

É interessante notar, também, que o autor coloca todas as suas técnicas na prática, por exemplo, a frieza é marcante na obra, mas há dois momentos em que isso é bastante claro. O primeiro é na abordagem feita sobre os signos e seus componentes, pois ele traduz para uma linguagem mais acessível, outros livros que também abordam esse assunto dedicam páginas e mais páginas e poucos exemplificam – quando o fazem dão o exemplo da pedra. Outra situação é quando são apresentados os elementos da comunicação: remetente, destinatário, mensagem, código, repertório e veículo. As explicações breves e consistentes revelam toda a experiência que o professor Blikstein tem na sala de aula.

Outro diferencial da obra é a ilustração feita por Marcelo Pacheco, o bom número de imagens e esquemas no livro facilitam a compreensão dos textos o que, aliás, é um dos ganchos que são ensinados no quarto capítulo. O autor surpreende quando apresenta os “Dez pontos de honra do e-mail profissional”, pois esses não são esperados, não é o que se propunha o capítulo do livro, mas as dicas são interessantes, válidas e, claro, recheadas de exemplos.

Em suma, o livro proporciona uma leitura gostosa e, sem dúvida, apresenta valiosas técnicas de comunicação, tais como tornar o pensamento comum, produzir respostas, persuadir, esfriar o texto e usar imagens. A indicação do livro é para os profissionais de todas as áreas do conhecimento e alunos de todos os níveis, porque não há formas para mensurar a importância de saber apresentar as idéias numa sociedade tão concorrida.

BLIKSTEIN, Isidoro. Técnicas de comunicação escrita. 22.ed. São Paulo: Ática, 2006.

Jonas da Silva Gomes Júnior | http://www.jonasjr.com

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s